Unesp reforça importância da doação de plaquetas
Ato de solidariedade que também salva vidas
Rádio Clube 16/07/2019 09:22h
Unesp reforça importância da doação de plaquetas
Foto: Reprodução
Muito se ouve falar na importância da doação de sangue convencional para o tratamento e reestabelecimento da saúde de vários pacientes. Porém, existe também outro tipo de procedimento realizado no Hemocentro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) que pode ajudar a salvar até duas vidas, que é a doação de plaquetas também conhecida como doação por aférese.
 
O sangue é composto de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plasma e plaquetas. As plaquetas ajudam no controle de sangramentos e parte delas pode ser doada sem causar prejuízo algum à saúde do doador. O processo que permite a separação e a coleta específica de plaquetas é chamado de aférese.
 
A doação de plaquetas beneficia muitos pacientes, especialmente aqueles em tratamento para leucemias e outros tipos de câncer; os submetidos a transplante de medula óssea e a cirurgias cardíacas; as vítimas de trauma, dentre outros. Pode ser realizada a cada 72 horas, não ultrapassando 24 doações em 12 meses. A reposição das plaquetas pelo organismo é rápida e ocorre em até 48 horas.
 
Quem pode doar plaquetas?
Os requisitos para se tornar um doador de plaquetas por aférese não diferem da doação de sangue convencional, sendo necessário ter doado sangue ao menos uma vez (a última doação não pode ultrapassar o prazo de um ano) e não ter ingerido alimentos gordurosos no dia anterior e na própria data da doação.
comentários
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp da clube (14) 99711-2555

Todos os direitos reservados © Clube Regional 2019 - cluberegional@cluberegional.com.br - telefone: (14) 99711-2555