Clube Regional Rádio Clube AM de São Manuel

fale com a clube

Água 05/06/2014

Redução no nível da água interdita trecho da hidrovia Tietê-Paraná

Calado, parte do barco que fica abaixo da água, será reduzido para 60 cm. Medida para embarcações não atolarem inviabiliza transporte de carga.

(Foto: Reprodução / TV TEM)

A situação crítica do transporte de cargas pela hidrovia Tietê-Paraná fez com que o Governo Federal reduzisse novamente o calado, parte da embarcação que fica dentro d’água, a partir desta quinta-feira (5). Agora, o calado não poderá ultrapassar os 60 centímetros, bem diferente dos três metros considerados normais. Na semana passada, o calado já havia sido reduzido para 1 metro.

A causa principal é a falta de chuva na região dos rios. O problema é tão grande que mais de 200 trabalhadores perderam o emprego. Além disso, um trecho importante de dois quilômetros foi interditado na região de Avanhandava (SP) e parte da hidrovia só funciona a remo. “Com esse calado, nenhum tipo de embarcação, principalmente as que transportam os grãos, consegue passar pelo rio”, explica o comandante da capitania de Barra Bonita, João Batista Reis.

Estiagem inviabiliza transporte de carga na hidrovia Tietê-Paraná

A hidrovia possui 2,4 mil quilômetros de extensão e liga o Paraná a Goiás, passando pelo Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Sem chuva, o nível dos rios Tietê e Paraná está muito baixo, o que afeta a navegação. Já são 40 dias de prejuízo. Só uma empresa deixou de transportar 290 mil toneladas de grãos.

“Nunca passamos por esse problema na história da empresa. É a primeira vez que tem uma redução de calado tão grande. Todo ano a gente paralisa o transporte fluvial para fazer manutenções nas embarcações e nas eclusas, mas nunca tivemos que parar por falta de água”, afirma o encarregado de fábrica de produção, Francisco Antôno Gardezani.

Tão crítica quanto a navegação é a situação dos profissionais da hidrovia. A cada dia aumenta o número de desempregados. Com o transporte de grãos e celulose paralisado, mais de 200 funcionários devem ser demitidos nos próximos dias de uma empresa que tem filiais na região.

Ao todo, serão 700 trabalhadores desempregados é a medida encontrada para reduzir custos. Ainda de acordo com o comandante da capitania de Barra Bonita, a redução do calado não afeta o passeio de barco feito pelos turistas já que o nível do reservatório está dentro do esperado para esta época do ano.

Fonte: G1

comentários

aniversariantes

    Hoje » 9 pessoa(s)
  • Paulo
  • Claudia
  • antonio
  • Sandra
  • Maria
  • Cristina
  • Elaine
  • Júlio
    Amanhã » 3 pessoa(s)
  • Kauani
  • patricia
  • Lais
+ aniversariantes
 
© Copyright 2012 Rádio Clube de São Manuel Ltda
Desenvolvido por Natus Tecnologia