Clube Regional Rádio Clube AM de São Manuel

fale com a clube

Empurra - empurra 10/07/2012

Suposto desvio de verba pode comprometer pagamentos na saúde

Com impedimento da justiça para repasse de recursos, saúde pode se tornar um caos

Com liminar da justiça proibindo o repasse de recursos, os funcionários da saúde podem ficar sem salário. “Sem eu não consegui uma autorização judicial, eu não poderei continuar o trabalho na saúde. E para mim é muito importante atender os postos de Saúde”, destaca o prefeito Tharcílio Baroni Jr.

Aproximadamente quarenta mil usuários de sete postos de saúde da família de São Manuel, poderão ser prejudicados pelo suposto desvio de dinheiro na saúde, envolvendo ex-diretores da prefeitura. O município está impedido de fazer repasses para o Hospital Casa Pia São Vicente de Paula, responsável pelo pagamento dos salários dos funcionários das unidades de saúde. E nesta terça-feira (10), o prefeito licenciado voltou ao cargo.
 
Depois de oito meses longe do gabinete oficial por motivos de saúde, o prefeito Tharcílio Baroni Júnior está de volta ao cargo. As primeiras ações foram administrativas. O prefeito se reuniu com funcionários, inclusive novos diretores de saúde, finanças e negócios jurídicos. O objetivo da reunião, segundo o prefeito, “foi de afinar os trabalhos daqui para frente”, declarou.
 
Sobre o escândalo envolvendo pessoas que foram indicados por ele a cargos de confiança, o chefe do executivo preferiu não se manifestar, mas informou que no ano passado foram investidos R$13 milhões na saúde. Este ano, de janeiro a maio, quando ele esteve fora da Prefeitura, foram repassados para saúde R$10 milhões, sem que novos programas fosse oferecidos a população.
 
Segundo o prefeito a maior dificuldade agora será conseguir verba, já que uma liminar da Justiça proibiu a Câmara de aprovar qualquer recurso para a área da saúde. O convênio com o Hospital Casa Pia São Vicente de Paula venceu no dia 4 de julho e desde o começo deste ano, o hospital era responsável pela folha de pagamento dos funcionários dos sete postos do Programa de Saúde da Família, o repasse era feito pelo SUS à entidade, escolhida pelo município.
 
Apesar do escândalo e da investigação do Ministério Público, duas funcionárias da empresa investigada por participação no esquema de desvio de dinheiro, estiveram nas unidades de saúde nesta terça-feira, ainda como responsáveis pelo serviço. O novo diretor de Saúde, Carlos Scremin, confirmou a visita. “Não a relação da Prefeitura com a empresa, essas duas funcionárias são contratadas do hospital, para elas entregarem o trabalho para nós estão fazendo os últimos levantamentos, que será entregue ainda hoje, para então encerrarem as atividades”, explica.
 
Mudança também na direção do Hospital Casa Pia São Vicente de Paula. Dez novos diretores foram escolhidos. O advogado aposentado Paulo de Tomasi será o presidente. Aos 84 anos, ele já participou da diretora no passado, e agora vê um novo desafio pela frente: reerguer o nome do hospital de São Manuel. “Ontem, fui convidado para uma visita no hospital e fiquei surpreso com o abandono do local. Tem um andar inteirinho desativado”, afirma.
 
A Irmandade Casa Pia São Vicente de Paula, uma empresa de saúde terceirizada, a prefeitura de São Manuel, além de sete pessoas, entre elas quatro ex-diretores e o vice-prefeito, Vilson José Innocenti, respondem a processos criminal e cível na Justiça. Dois empresários e dois ex-diretores da Prefeitura permaneceram presos por 12 dias em cadeias da região. Eles foram soltos na segunda-feira, após conseguir habeas corpus no Tribunal de Justiça do Estado.
Fonte: G1

comentários

aniversariantes

    Hoje » 6 pessoa(s)
  • Guilherme
  • Josi
  • Cristina
  • Rosangela
  • Junior
  • Cassiana
    Amanhã » 5 pessoa(s)
  • Lucia
  • Angela
  • Roberto
  • Patricia
  • Alessandro
+ aniversariantes
 
© Copyright 2012 Rádio Clube de São Manuel Ltda
Desenvolvido por Natus Tecnologia