Botucatu vê baixo índice nas internações mesmo com casos em alta
Município registrou quase 2 mil novos casos na semana passada, contra 238 da primeira semana do ano
Rádio Clube 18/01/2022 09:58h
Botucatu vê baixo índice nas internações mesmo com casos em alta
Foto: Reprodução.
A Prefeitura de Botucatu (SP) destacou que a alta taxa de vacinação contra Covid-19 da cidade vem evitando impactos nas internações, mesmo diante de um forte avanço no número de casos da doença, que cresceram mais de 700% na semana passada.
O município do centro-oeste paulista ostenta a posição de líder absoluto no estado em cobertura da dose de reforço da vacina contra o coronavírus, segundo a Secretaria de Saúde.
Na semana passada, foram confirmados em Botucatu 1.919 casos positivos da doença, o maior número de contaminações desde o início da pandemia. Desse total, 1.608 pessoas estão em isolamento domiciliar.
Em comparação com a primeira semana do ano, quando foram relatados 238 casos, houve um aumento de 707%, segundo a Secretaria de Saúde do município.
O avanço de casos chama a atenção porque a cidade passou por uma vacinação em massa após ter sediado estudo clínico para avaliar a eficácia da vacina AstraZeneca e, por isso, é a líder estadual em cobertura com a dose de reforço, também aplicada em massa.
Segundo dados do Vacinômetro do governo de SP, até agora, 67,3% dos moradores de Botucatu já receberam a dose de reforço. Os números das demais aplicações também revelam uma excelente taxa de cobertura: são 94,3% dos botucatuenses que foram vacinados com a primeira dose e 90,9% dos moradores com o esquema vacinal completo (2ª dose ou vacina de dose única).
Apesar do expressivo aumento no registro de casos, o secretário municipal de Saúde, André Spadaro, destaca que a alta taxa de vacinação tem impedido que essa alta provoque impactos nas internações. Até esta segunda-feira (17), havia apenas três pacientes internados em enfermaria, com quadros leves.
“Por isso que a gente segue reforçando as medidas básicas de proteção, como uso de máscara, limpeza das mãos, isolamento, mas nosso enfoque de enfrentamento a essa onda são o aumento da testagem e, lógico, a vacinação”, explica Spadaro.
Segundo ele, Botucatu tem aplicado cerca de 1,5 mil testes rápidos por dia e vem incentivando que as pessoas que ainda não se vacinaram procurem os postos de saúde.
Segundo balanço da prefeitura, cerca de 16,8 mil botucatuenses que já poderiam receber a dose de reforço são considerados faltosos.
“A gente acompanha a pandemia nos Estados Unidos e Europa e o que acontece em Botucatu segue a tendência mundial, ou seja, a vacinação não está sendo capaz de segurar a alta taxa de transmissão da ômicron, mas onde se vacinou bem, como aqui, não houve impacto em casos graves, internações e mortes. Esses faltosos precisam se vacinar”, apela o secretário.
 
Fonte: G1.
comentários
redes sociais Acompanhe-nos em nossas redes sociais.
whatsapp da clube (14) 99711-2555

Todos os direitos reservados © Clube Regional 2022 - [email protected] - telefone: (14) 99711-2555